Total de visualizações de página

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

TENHAMOS PAZ

“Tende paz entre vós.” – Paulo. (I Tessalonicenses, 5:13).








Se não é possível respirar num clima de paz perfeita, entre as criaturas, em face da ignorância e da belicosidade que predominam na estrada humana, é razoável procure o aprendiz a serenidade interior, diante dos conflitos que buscam envolvê-lo a cada instante.



Cada mente encarnada constitui extenso núcleo de governo espiritual, subordinado agora a justas limitações, servido por várias potências, traduzidas nos sentidos e percepções.



Quando todos os centros individuais de poder estiverem dominados em si mesmos, com ampla movimentação no rumo do legítimo bem então a guerra será banida do Planeta.



Para isso, porém, é necessário que os irmãos em humanidade, mais velhos na experiência e no conhecimento, aprendam a ter paz consigo.



Educar a visão, a audição, o gosto e os ímpetos representa base primordial do pacifismo edificante.



Geralmente, ouvimos, vemos e sentimos, conforme nossas inclinações e não segundo a realidade essencial.

Registramos certas informações, longe da boa intenção em que foram inicialmente vazadas, e, sim, de acordo com as nossas perturbações internas. Anotamos situações e paisagens com a luz ou com a treva que nos absorvem a inteligência. Sentimos com a reflexão ou com o caos que instalamos no próprio entendimento.



Eis porque, quanto nos seja possível, façamos serenidade em torno de nossos passos, ante os conflitos da esfera em que nos achamos.



Sem calma, é impossível observar e trabalhar para o bem.



Sem paz, dentro de nós, jamais alcançaremos os círculos da paz verdadeira.



Emmanuel (espírito)

Psicografia de Chico Xavier. Do livro: Pão Nosso

.........................



É contra-senso desfazer-se o servidor da Boa Nova em lamentações que não encontram razão de ser.

Amarguras, perseguições, calúnias, brutalidade, desentendimento? São velhas figurações que atormetam as almas na Terra. A fim de contribuir na extinção delas é que o Senhor nos chamou às suas fileiras. Não as alimentes, emprestando-lhes excessivo apreço.

O cristão é um ponto vivo de resistência ao mal, onde se encontre.

Pensa nisto e busca entender a significação do verbo suportar.

Não olvides a obrigação de servir com Jesus.

É para isto que fomos chamados.





Emmanuel (espírito)

Psicografia de Chico Xavier. Do livro: Pão Nosso

..................................



SUSTENTAÇÃO



Por maior que seja a prova,



Não te afastes de Deus.



Pode a estrada ser fria,



No entanto, Deus te aquece.



Sentes que há sombra em torno,



Deus, porém, te ilumina.



Se te notas sem força,



Eis que Deus te sustenta.



Nos piores conflitos,



Deus se te faz descanso.



Não desista do bem.



Deus não te faltará.



Emmanuel (espírito), psicografia de Chico Xavier. Livro: Tocando o Barco

.................................



MANSOS





Aqui, a impiedade ao passar deixou profundos sulcos e o triunfo, agora, adorna a cabeça do déspota que vive indiferente à sorte do próximo.

Ali, o poder fez morada, no lar de verdugo cruel, acostumado a perseguir.

Adiante, os maus conseguem aplausos, recepcionados pela afabilidade geral entre sorrisos e festas.

Tens, assim, a impressão de que a Terra está convertida num covil de salteadores e que a honra, incompreendida, silenciou sua voz, sendo substituída pelo descalabro moral.

Diante das facilidades de que tantos se utilizam e que estão ao teu alcance, indagas: Não será loucura permanecer no posto a que me atenho?

E confrontas: alguém que te parecia a personificação do equilíbrio foi arrastado vilmente pela cobiça e o erro; outrem de valor aos teus olhos, revelou-se de inopino servo de interesses subalternos, mostrando-se vassalo de paixões animalizantes…

Nubla-se tua visão, afliges-te intimamente e concluis que o melhor a fazer é segui-los…

Refaze, porém, os painéis morais de tua mente.

Deixa-te afagar pela brandura e pacifica-te.

***

O macrocosmo é constituído de átomos que são, por sua vez, universos miniaturizados.

A floresta impenetrável é dependência do filete dágua que lhe alimenta as raízes, no imo da terra.

O Sol imponente gasta-se enquanto consome massa em energia.

A vida moral e espiritual na Terra, do mesmo modo, é serva das mil insignificâncias nobres de que o Senhor se serve para a construção do melhor.

É imperioso que permaneças no posto do bem servir.

Deus, é verdade, não tem pressa.

Apesar disso tens infinito caminho a percorrer na senda evolutiva.

Cuida, desde agora, de exercitar a mansuetude e a cordura.

Se o Orbe fosse o paraíso dos pacíficos, a mansuetude dos justos seria lugar comum.

Por isso se faz necessário que dilates os tesouros da benignidade e da paciência.

As transformações sócio-econômicas-morais que se prevêem, começarão dentro de cada espírito afervorado à causa da justiça.

A humanidade começa na célula-homem.

Dá começo ao programa do mundo feliz, hoje e agora, vivendo-o em ti mesmo.

***

Porque fosse difícil, no jogo falaz das ansiedades humanas, a permanência nos altos postulados da vida cristã é que o Mestre, com sabedoria e propriedade, considerando os obstáculos a transpor entre tantas tentações, nos animou com elevado prêmio, informando: Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a Terra.



Joanna de Ângelis (espírito), psicografia de Divaldo Franco. Livro: Dimensões da Verdade.



----

O Espiritismo

www.oespiritismo.com.br