Total de visualizações de página

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Acalma-te - Mensagem de Emmanuel psicografia do médium Chico Xavier

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Novo filme espírita será lançado em breve nos cinemas.

http://youtu.be/9jnL9fOLm7Q

quarta-feira, 30 de abril de 2014

O fenomeno e doutrina

Até hoje, os fenômenos mediúnicos que se desdobraram à margem do apostolado do Cristo se definem como sendo um conjunto de teses discutíveis, mas os ensinamentos e atitudes do Mestre constituem o maciço de luz inatacável do Evangelho, amparando os homens e orientando-lhes o caminho.
Existe quem recorra à idéia da fraude piedosa para justificar a transformação da água em vinho, nas bodas de Caná.
Ninguém vacila, porém, quanto à grandeza moral de Jesus, ao traçar os mais avançados conceitos de amor ao próximo, ajustando teoria e prática, com absoluto esquecimento de si mesmo em benefício dos outros, num meio em que o espírito de conquista legitimava os piores desvarios da multidão.
Invoca-se a psicoterapia para basear a cura do cego Bartimeu.
Há, todavia, consenso unânime, em todos os lugares, com respeito à visão superior do Mensageiro Divino, que dignificou a solidariedade como ninguém, proclamando que “o maior no Reino dos Céus será sempre aquele que se fizer o servidor de todos na Terra”, num tempo em que o egoísmo categorizava o trabalho à conta de extrema degradação.
Fala-se em hipnose para explicar a multiplicação dos pães.
O mundo, no entanto, a uma voz, admira a coragem do Eterno Amigo que se consagrou aos sofredores e aos infelizes sem qualquer preocupação de posse terrestre, conquanto pudesse escalar os pináculos econômicos, numa época em que, de modo geral, até mesmo os expositores de virtude viviam de bajular as personalidades influentes e poderosas do dia.
Questiona-se em torno do reavivamento de Lázaro.
Entretanto, não há quem negue respeito incondicional ao Benfeitor Sublime que revelou suficiente desassombro para mostrar que o perdão é alavanca de renovação e vida, num quadro social em que o ódio coroado interpretava a humildade por baixeza.
Debate-se, até agora, o problema da ressurreição dele próprio.
No entanto, o mundo inteiro reverencia o Enviado de Deus, cuja figura renasce, dia a dia, das cinzas do tempo, indicando a bondade e a concórdia, a tolerância e a abnegação por mapas da felicidade real, no centro de cooperadores que se multiplicam, em todas as nações, com a passagem dos séculos.
Recordemos semelhantes lições na Doutrina Espírita.
Fenômenos mediúnicos serão sempre motivos de experimentação e de estudo, tanto favorecendo a convicção, quanto nutrindo a polêmica, mas educação evangélica e exemplo em serviço, definição e atitude, são forças morais irremovíveis da orientação e da lógica, que resistem à dúvida em qualquer parte. 

(Mediunidade e Sintonia, 2, FCXavier)

QUER TOMAR UM PASSE ?

Clique no link abaixo :

http://www.institutoandreluiz.org/passevirtual_opcoes.html

BOA DICA

HOJE - SESSÃO DE HARMONIZAÇÃO ÁURICA - SÃO PAULO

ENTRADA FRANCA - DAS 20H ÀS 21H30

Venha participar de uma prática de equilíbrio psicoemocional e bioenergético por meio da visualização e aplicação de passes.

Após a palestra de abertura, faremos um exercício de relaxamento em grupo.
Depois, conduziremos os participantes em uma vivência de visualização criativa, onde trabalharemos o lado mental e emocional.

Em seguida, os integrantes do nosso grupo de desenvolvimento bioenergético farão exteriorização de energia, individualmente.

Um trabalho que serve como complemento para tratamentos de saúde e desobsessão espiritual.

Trazer um pacote de fralda infantil, tamanho G, para doação em nosso trabalho social.

Rua Falchi Gianini, 515. Próximo ao metrô Vila Prudente.
Travessa da rua do Orfanato.
Info.: (11) 2645-4017

Acesse o site da Revista Cristã de Espiritismo para mais informações:

www.rcespiritismo.com.br

Leia novos artigos no nosso site!!

segunda-feira, 28 de abril de 2014

ajuda

OI gente.
Me ajudem a ganhar a bicicleta ergométrica clicando neste link e votando no meu desejo.



http://desejos.ecglobalnet.com/index.php/idea/view?idea=544


Obrigado.
Vai ajudar muito no meu tratamento neuromotor.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

A vida me ensinou...
A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir; aprender com meus erros.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas",
embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,
como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher.

    do Livro: Reforma Íntima Sem Martírio


     

     
     
    Diálogo sobre "Ilusão"
     
    “Rainha entre os homens, como rainha julguei que penetrasse no reino dos céus! Que desilusão! Que humilhação, quando, em vez de ser recebida aqui qual soberana, vi acima de mim, mas muito acima, homens que eu julgava insignificantes e aos quais desprezava, por não terem sangue nobre !”
    - Uma Rainha de França -
    (O Evangelho Segundo Espiritismo) 
     

    "O que são as ilusões?  Definamos ilusão como sendo aquilo que pensamos, mas que não corresponde à realidade.
     

    Qual a causa das ilusões? As ilusões decorrem das nossas limitações em perceber a natureza dos sentimentos que criam ou determinam nossos raciocínios. Na matriz das ilusões encontramos carências, culpas, desejos, traumas, frustrações e todo um conjunto de inclinações e tendências que formam o subjetivo campo das emoções humanas.

    O iludido se esconde de quê? De si mesmo. Criando um eu ideal para atenuar o sofrimento que lhe causa a angústia de ser o que é.
    A criatura foge de si e vive em esconderijos psíquicos.
    O objetivo da reencarnação consiste em desiludir-nos sobre nós mesmos através da criação de uma relação libertadora com o mundo material e íntimo.
     

    Por que o iludido se esconde de si mesmo? Devido ao sentimento de inferioridade que ainda assinala a caminhada da maioria dos habitantes da Terra. Iludimo-nos através de um mecanismo defensivo contra nossa própria fragilidade que, pouco a pouco, vamos extinguindo. Negar o que se sente e o que se deseja é o objetivo desse mecanismo.
    Auto-ilusão é aquilo que queremos acreditar sobre nós mesmos, mas que não corresponde à realidade do que verdadeiramente somos. É a crença na imagem idealizada que criamos no campo mental. É aquilo que pensamos que somos e desejamos que os outros creiam sobre nós.
     

    Os espíritas têm ilusão? Sim muitas ilusões. Existe uma tendência à auto-suficiência entre os depositários do conhecimento espírita. Discursam sobre a condição precária em que se encontram assumindo a condição de almas carentes e necessitadas, todavia, agem como se fossem salvadores do mundo, com todas as respostas para a humanidade. Essa incoerência na conduta é provocada pela ilusão que criam sobre o papel do espírita no mundo.
    O Espiritismo é excelente, os espíritas, nem tanto.

    Essa auto-suficiência seria o orgulho? O orgulho é a mais enraizada manifestação da ilusão. Essa auto-ilusão é sustentada por umacultura de convenções acerca do que seja ser espírita, um resquício do velho hábito religioso de criar estampas pelas quais serão reconhecidos os seguidores de alguma doutrina.
    Muitas pessoas desejariam sair prontas para testemunho após pequenos exercícios de espiritualização no centro espírita, entretanto, por ignorarem sua real condição espiritual, fazem da casa doutrinária um templo de aquisição da angelitude imediata.
    Os religiosos de todos os tempos, imaginam-se muito melhorados a partir do contato com alguma diretriz ou prática religiosa e então, passam a viver o vir a ser. É um discurso sem a vivência. Existe uma idealização confundindo aprendizes que imaginam estar dandosaltos evolutivos em direção ao eu real, mas na verdade, estão se movimentando na esfera do eu idealizado.
     

    O que é essa auto-imagem falsa? Uma construção mental que se torna referência para nossas movimentações perante a vida. É uma cristalização mental, permitindo-nos viver somente as emoções em uma faixa de segurança. O que pensamos sobre nós, portanto, determina a imagem mental indutora dos valores íntimos.

    Como distinguir idealização de mudança verdadeira? Na idealização vive-se em permanente conflito por se tratar, em parte, de uma negação da realidade, enquanto na reforma autêntica a criatura consegue penetrar os meandros dos sentimentos causais,encontrando uma convivência pacífica consigo e aceitando-se sem se acomodar em direção a melhoras mensuráveis.
     
     
    Assinalemos alguns exercícios de desapego dessa paixão que nutrimos pela imagem irreal que criamos de nós mesmos:

    • Fazer as pazes com as imperfeições.
    • Aprender a se valorizar com respeito.
    • Descobrir sua singularidade e vivê-la com gratidão.
    • Coragem para descobrir seus desejos, tendências e sentimentos.
    • Exercitar a auto-aceitação através do perdão.
    • Dominar o perfeccionismo.
    • Valorizar afetivamente as suas vitórias.
    • Descobrir qualidades, acreditar nelas e colocá-las a serviço das metas de crescimento."
     

    Boa dica

    http://www.saltoquantico.com.br/2010/06/28/rede-salto-quantico-de-televisao/