Total de visualizações de página

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Os bons espíritos e a mediunidade

"Os bons espíritos não cessam de inspirar, de interceder, de oferecer proteção a todos quantos se lhe facultam a ajuda, utilizando-se de todos os recursos possíveis para que os seus afeiçoados consigam desobrigar-se dos compromissos assumidos, alcançando o patamar da vitória. Precatem-se, portanto, aqueles que aspiram pela felicidade e por alcançar êxito nos empreendimentos que realizam, com os recursos da oração, da paciência e do trabalho elevado, a fim de manter o pensamento em faixa superior de reflexões, evitando, desse modo, ser alcançados pelos pertados mentais e hipnoses dos seus inimigos espirituais" (....)








"A mediunidade é compromisso de alta significação que ainda não encontrou a necessária compreensão entre as criaturas encarnadas no mundo físico" (....)





Manoel Philomeno de Miranda (espírito) / psicografia de Divaldo Franco. Livro: Tormentos da Obsessão

...........................................



Reencarnação e Evolução do Planeta



"Vivemos, na Terra e nas esferas espirituais que a circundam, o momento hitórico aguardado por todos aqueles que estamos vinculados ao Consolador prometido por Jesus. Obreiros partem diariamente da Espiritualidade comprometidos com a renovação da humanidade e com a tarefa libertadora de vidas. Bem equipados, reencarnam sob vigilante e amorosa custódia dos seus Guias espirituais. São missionários da Ciência e da Tecnologia, do Pensamento e das Artes, da fé religiosa e da caridade, a fim de modificarem a sociedade, instaurando, ainda neste século, o período da beleza, da religiosidade e da cultura plenificadora. Entrementes, a fim de que logrem êxito no cometimento audacioso, aqueles que permanecemos em nossos Núcleos de atvidades espirituais, deveremos formar grupos de assistência e de apoio, auxiliando-os nos combates que travarão com os inimigos do progresso, reencarnados ou despidos da organização fisiológica".



Autor: Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Entre os Dois Mundos

....................................................





Somos herdeiros de nós mesmos



“Herdeiro se si mesmo, o Espírito transfere de uma para outra etapa as conquistas e os prejuízos de que se faz possuidor, sendo-lhe impostos os deveres da reabilitação e do refazimento quando erra, tanto quanto do progresso quando se porta com equilíbrio. Mesmo quando sob a ocorrência das provas e expiações, encontra-se em processo de crescimento interior e na busca da meta iluminativa, que é a fatalidade da qual ninguém consegue evadir-se”.







Autor: Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

Psicografia de Divaldo Franco. Livro Transtornos Psiquiátricos e Obsessivos

............................................





Diante das Ofensas



Não nos é lícito parar a máquina do pensamento para sopesar injúrias e desencantos. Se adversários desejam esmagar-nos através de sarcasmos que, em nos espancando o rosto e o coração, nos façam cair sob agonias morais insustentáveis, oremos por eles, pedindo a Jesus que os abençoe e livre do mal, a fim de que produzam o bem para que o bem permaneça.





Autor: Batuíra (espírito)

Psicografia de Chico Xavier. Livro: Mais Luz

........................





Paisagem Mental



"As paisagens mentais resultam da ação de cada consciência".



Autor: Victor Hugo (espírito)

Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Os Diamantes Fatídicos

.....................



Consciência e Libertação





"Não é possível que, no atual estágio da cultura e da civilização, condutas medievais castradoras permaneçam dirigindo destinos, baseadas em dados falsos, manipulados por pessoas atormentadasde ontem que, desconhecendo as funções sexuais, consideravam-nas imundas e portadoras de induções ao pecado, ao crime, ao desvio da existência religiosa, dando lugar a comportamentos esdrúxulos e perniciosos. O ser humano nasceu para amar e exercer a sua sexualidade de maneira plena, dentro dos princípios da ética, da moral e da vida social, desempenhando as suas funções com nobreza e elevação".





Autor: Victor Hugo (espírito)

Psicografia de Divaldo Franco. Livro: Os Diamantes Fatídicos

.........................................



Caridade



Caridade em nossos passos, puro amor que nos irmana.



É Jesus abrindo os braços



No campo da vida humana.





Autor: João de Deus (espírito)

Psicografia de Chico Xavier. Do livro: Cura

.............................



Lembrete Espírita







Nunca nos arrependeremos:







De ceder em questões sem valor essencial;







De guardar paciência em quaisquer lances difícies;







De usar indulgência para com as faltas do próximo, entendendo que todos temos erros a corrigir;







De ouvir atenciosamente, seja quem for;







De reconhecer que nosso pensamento ou cultura tem suas limitações;







De observar que o nosso tipo de felicidade nem sempre é o tipo de



felicidade das pessoas que amamos, competindo-nos, por isso, acatá-las



como São, assim como desejamos ser respeitados como somos;







De admitir que os outros não São obrigados a pensar com a nossa cabeça;







De não agir contra a própria consciência, seja antes, durante ou depois das experiências que consideramos menos felizes;







De entregar à bondade de DEUS as aflições e problemas que estejam fora



da nossa capacidade de solução;



De servir sempre.







Autor: Albino Teixeira (espírito)

Psicografia de Chico Xavier. Da obra: Encontro de Paz

.................................



Semear Esperança



Eles existem aos milhões.



Habitam casebres e palácios.



Muitos ocultam-se sob o verniz de posições transitórias.



São os desesperados do mundo.







Você os encontrará nas ruas, no local de trabalho, em seu próprio lar.



Criaturas que se viram colhidas pela provação e perderam o ânimo e o equilíbrio.







Este viu o afeto partir para o além, sem compreender que a vida continua.







Aquele foi alcançado pela enfermidade de longo curso.







Outro se viu ante decepções e passou a desacreditar de todos.







Diante deles, não critique nem questione. Ajude. Ouça com interesse e auxilie com amor.







Cada espírito é um campo a ser cultivado.



Semear esperança é dever de todo aquele que já encontrou a luz da verdade.







Por certo, a Misericórdia Divina sabe como amparar os sofredores.







Entretanto, Jesus não dispensa a colaboração de todos os aprendizes do bem, para amenizar o sofrimento e recuperar a esperança para quem chora.







Autor: Scheilla (espírito)

Psicografia de Clayton B. Levy. Do livro: A Mensagem do Dia

.....................................





Anjos Guardiães



Os anjos guardiães são embaixadores de Deus, mantendo acesa a chama da fé nos corações e auxiliando os enfraquecidos na luta terrestre.



Quais estrelas formosas, iluminam as noites das almas e atendem-lhes as necessidades com unção e devotamento inigualáveis.



Perseveram ao lado dos seus tutelados em toda circunstância, jamais se impacientando ou os abandonando, mesmo quando eles, em desequilíbrio, vociferam e atiram-se aos despenhadeiros da alucinação.



Vigilantes, utilizam-se de cada ensejo para instruir e educar, orientando com segurança na marcha de ascensão.



Envolvem os pupilos em ternura incomum, mas não anuem com seus erros, admoestando com severidade quando necessário, a fim de lhes criarem hábitos saudáveis e conduta moral correta.



São sábios e evoluídos, encontrando-se em perfeita sintonia com o pensamento divino, que buscam transmitir, de modo que as criaturas se integrem psiquicamente na harmonia geral que vige no Cosmo.



Trabalham infatigavelmente pelo Bem, no qual confiam com absoluta fidelidade, infundindo coragem àqueles que protegem, mantendo a assistência em qualquer circunstância, na glória ou no fracasso, nos momentos de elevação moral e naqueloutros de perturbação e vulgaridade.



Nunca censuram, porque a sua é a missão de edificar as almas no amor, preservando o livre-arbítrio de cada uma, levantando-as após a queda, e permanecendo leais até que alcancem a meta da sua evolução.



Os anjos guardiães são lições vivas de amor, que nunca se cansam, porquanto aplicam milênios do tempo terrestre auxiliando aqueles que lhes são confiados, sem se imporem nem lhes entorpecerem a liberdade de escolha.



Constituem a casta dos Espíritos Nobres que cooperam para o progresso da humanidade e da Terra, trabalhando com afinco para alcançar as metas que anelam.



Cada criatura, no mundo, encontra-se vinculada a um anjo guardião, em quem pode e deve buscar inspiração, auscultando-o e deixando-se por ele conduzir em nome da Consciência Cósmica.



Tem cuidado para que te não afastes psiquicamente do teu anjo guardião.



Ele jamais se aparta do seu protegido, mas este, por presunção ou ignorância, rompe os laços de ligação emocional e mental, debandando da rota libertadora.



Quando erres e experimentes a solidão, refaze o passo e busca-o pelo pensamento em oração, partindo de imediato para a ação edificante.



Quando alcances as cumeadas do êxito, recorda-o, feliz com o teu sucesso, no entanto preservando-te do orgulho, dos perigos das facilidades terrestres.



Na enfermidade, procura ouvi-lo interiormente sugerindo-te bom ânimo e equilíbrio.



Na saúde, mantém o intercâmbio, canalizando tuas forças para as atividades enobrecedoras.



Muitas vezes sentirás a tentação de desvairar, mudando de rumo. Mantém-te atento e supera a maléfica inspiração.



O teu anjo guardião não poderá impedir que os Espíritos perturbadores se acerquem de ti, especialmente se atraídos pelos teus pensamentos e atos, em razão do teu passado, ou invejando as tuas realizações... Todavia te induzirão ao amor, a fim de que te eleves e os ajudes, afastando-os do mal em que se comprazem.



O teu anjo guardião é o teu mestre e amigo mais próximo.



Imana-te a ele.



Entre eles, os anjos guardiães e Deus, encontra-se Jesus, o Guia perfeito da humanidade.



Medita nas Suas lições e busca seguir-Lhe as diretrizes, a fim de que o teu anjo guardião te conduza ao aprisco que Jesus levará ao Pai Amoroso.







Autor: Joanna de Ângelis (espírito)

Psicografia de Divaldo Franco



.........................



O Pensamento



"O que se pensa sempre responde pelo clima emocional onde se vive. Mede-se, pois, a psicosfera de alguém pela incidência freqüente do seu pensamento, no que elege.





A inteireza moral é uma defesa para qualquer tipo de agressão, difícil de atingida; a conduta digna irradia forças contrárias às investidas perniciosas; o hábito da prece e da mentalização edificante aureola o ser de força repelente que dilui as energias de baixo teor vibratório; a prática do bem fortalece os centros vitais do perispírito que rechaça, mediante a exteriorização de suas moléculas, qualquer petardo portador de carga danosa; o conhecimento das leis da Vida reveste o homem de paz, levando-o a pensar nas questões superiores sem campo de sintonia para com as ondas carregadas de paixão e vulgaridade".





Autor: Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

Psicografia de Divaldo Franco. Livro Loucura e Obsessão.







O Espiritismo

www.oespiritismo.com.br