Total de visualizações de página

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

ARTIGO SOBRE CASAMENTO.

CAROS AMIGOS,
O ARTIGO POSTADO ABAIXO TEM POR OBJETIVO, DEFINIR O QUE É O CASAMENTO PARA A SOCIEDADE.
LOGICAMENTE, NEM TODAS AS PESSOAS PENSAM OU AGEM DE ACORDO COM O ESCRITO, PORÉM SE COMPARADO AOS TEXTOS SOBRE O MESMO TEMA, NA VISÃO ESPÍRITA, NOS COLOCA NUMA POSIÇÃO DE REFLETIR SOBRE COMO NOS PORTAMOS DIANTE DA SOCIEDADE EMQUE VIVEMOS.
FAÇAM UMA REFLEXÃO SOBRE O EXPOSTO AQUÍ E TIREM SUAS CONCLUSÕES.
AGUARDO SEU COMENTÁRIO.






Casamento, casório ou matrimônio/matrimónio é o vínculo estabelecido entre duas pessoas, mediante o reconhecimento governamental, religioso ou social e que pressupõe uma relação interpessoal de intimidade, cuja representação arquetípica são as relações sexuais, embora possa ser visto por muitos como um contrato.

Na maior parte das sociedades, só é reconhecido o casamento entre um homem e uma mulher. Em alguns países (em Maio de 2009, a Holanda, a África do Sul, o Canadá, a Noruega, a Bélgica, a Espanha e a Suécia), estados federados (o Massachusetts, o Connecticut, o Iowa, o Vermont e o Maine) e confissões religiosas (protestantes), é também plenamente reconhecido o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo.

Embora o casamento seja tipicamente entre duas pessoas, muitas sociedades admitem que o mesmo homem (ou, mais raramente, a mesma mulher) esteja casado com várias mulheres (ou homens, respectivamente). Embora muito raros, há algumas situações de sociedades em que mais que duas pessoas se casam umas com as outras num grupo coeso.

As pessoas casam-se por várias razões, mas normalmente o fazem para dar visibilidade à sua relação afetiva, para buscar estabilidade econômica e social, para formar família, procriar e educar seus filhos, legitimar o relacionamento sexual ou para obter direitos como nacionalidade.

Um casamento é freqüentemente iniciado pela celebração de uma boda, que pode ser oficiada por um ministro religioso (padre, rabino, pastor etc.), por um oficial do registro civil (normalmente juiz de casamentos) ou por um indivíduo que goza da confiança das duas pessoas que pretendem se unir.