Total de visualizações de página

terça-feira, 22 de novembro de 2011

MENSAGEM

Cala no peito a mágoa que te atormenta; esquece a dor sombria que te acicata a alma, dando-te pensamentos tristes e escuros;
Esquece a traição que te parece sórdida e cruel;
Perdoa, retardando em ti, os efeitos molestos do rancor e da ira.
Estuga o passo, adiantando-te, pois ali adiante muitos sofrem, praticamente, à tua soleira.
Estende a mão para servir, esquecendo de tudo, e quanto mais te absorveres no serviço, mais e mais sairás do estado mórbido da auto-piedade, compreendendo que os que te ferem estão, certamente, mais enfermos que tu.
Perdoa a traição, refletindo que, à luz da reencarnação, em tempo passado, também traíste e a tua vilania estendeu sua sombra aos dias de hoje, alcançando-te.
Transfere a mágoa e o rancor para o mais longe de ti. Em seu lugar, coloca o amor, a caridade e a compaixão.
Procura no serviço ao próximo o bálsamo para as tuas feridas e, enquanto te ocupas com as dores alheias, os Bons Amigos aproximam-se, curando-te as chagas e acalmando-te as cores.
Faze-te necessário, pelo bem servir; ávidas, quantas mãos se estendem para a tua esmola!
Vai produzindo o bem, anulando as tuas angústias, tão pequenas, diante de outras dores.
Não desistas de praticar o amor-caridade; sê constante, a fim de que te sejam retirados os espinhos que te maceram a alma.
Lembra-te d'Ele, erguido na Cruz, e amando, perseverante, pacifico, perdoando até o último momento no grabato de dor.
Ama, também tu. Ama, sem temor; não desistas de amar. Jesus te ama e te aguarda; entra sem temor na sintonia d'Ele e confia.
Preenche os teus dias pela azáfama das tarefas benfazejas, e quando te deres conta, a vida te regalará com os louros da retribuição à constância do teu amor.
Esquece para servir; serve, para esquecer; constrói para crescer; cresce para construir. Serve sempre.
Lar Espírita Chico Xavier - Psicografado por Vera Cohim pelo Espírito Amélia